A otimização energética por meio da tecnologia de células solares já é uma realidade em diversos projetos e na mobilidade não seria diferente. Em um cenário de modernização das frotas, há muitos benefícios diretos e indiretos na aplicação de filmes fotovoltaicos orgânicos (ou OPV, sigla em inglês para Organic Photovoltaicem caminhões e veículos pesados.

Desenvolvido pela Sunew, o OPV é composto por materiais orgânicos, não tóxicos, recicláveis e sintetizados em laboratório. Com todos esses fatores conjugados, a tecnologia é considerada uma das fontes mais sustentáveis para geração de energia a partir da luz solar.

Orgânico, leve, flexível e semitransparente, o OPV se adequa praticamente a qualquer ambiente de forma que soluções tradicionais não se adaptam. Então como seria possível extrair a máxima eficiência dessa tecnologia na área da mobilidade e logística?

Segundo Filipe Ivo, diretor de Novos Negócios da Sunew, o processo de automação do setor de mobilidade de cargas estabelece desafios para os quais o mercado deve se preparar.

Hoje em dia, os caminhões são bem diferentes dos veículos robustos e analógicos de antigamente. Recursos antes presentes apenas em carros de luxo tornaram-se ferramentas de trabalho.

Assistentes eletrônicos, tecnologia embarcada, serviços de telemetria e sistemas de controle dos veículos vieram para ficar, aumentando a produtividade e evitando manutenções desnecessárias. Em contrapartida, essa ampla gama de melhorias fez dos veículos essenciais à cadeia logística grandes dependentes de baterias móveis.

Diante dessa nova demanda criada a partir da automação, a promoção da eficiência energética de frotas veiculares com o uso de filmes fotovoltaicos orgânicos pode ser vantajosa tanto do ponto de vista ambiental quanto econômico.

OPV e mobilidade: benefícios de sua integração à frota

OPV e mobilidade

A garantia da viabilidade financeira da cadeia logística cria inúmeros desafios para o mercado.

Problemas até então considerados incontornáveis, como altos custos de reposição de equipamentos e manutenção não programadas, custos de oportunidade e falhas nas operações logísticas podem ser solucionados por meio da integração de outras fontes de energia às frotas veiculares.

Na visão de João Victor Nunes, engenheiro eletricista da Sunew, “a eletrificação de frotas tem potencial para resolver inúmeros gargalos. Com usabilidades diferentes, o OPV converte luz solar em energia capaz de alimentar componentes elétricos, sem acionar baterias tradicionais ou utilizar combustível fóssil. Essa nova fonte de energia possibilita maior autonomia e vida útil às baterias veiculares, reduzindo custos de manutenção e impactos ambientais”.

O OPV para utilização em caminhões é extremamente resistente, leve e flexível. Revestido em PET, que o deixa mais robusto e resistente à trepidação, intempéries e granizo, possui grande capacidade de absorção de luz difusa. E é essa versatilidade que permite que ele seja aplicado com sucesso em diversos modelos de frotas.

Os diferentes usos do OPV nas frotas

Nos veículos com tecnologia embarcada, o filme fotovoltaico é conectado a controladores de carga, que funcionam como cérebro das operações. De maneira autônoma, o sistema gera energia usando apenas a luz do sol e supre todo o consumo dos equipamentos da cabine.

Caso haja excesso de produção, a energia disponível é injetada na bateria primária, para que ela sempre esteja em seu nível operacional correto. Isso significa continuidade das funcionalidades elétricas do caminhão, com menos descarregamentos e menos manutenção.

Em semirreboques, que funcionam independentemente do cavalo mecânico, a tecnologia funciona ligada à bateria auxiliar, e não à bateria principal do veículo. Toda a energia gerada mantém o funcionamento dos equipamentos instalados, como travas eletrônicas e GPS. Já o excedente produzido ajuda a recarregar a bateria, evitando cortes ou interrupção no funcionamento dos equipamentos eletrônicos.

Outro tipo de caminhão que pode ter suas funcionalidades elétricas otimizadas por meio do OPV são os refrigerados (reefers). Nesse tipo de veículo, o sistema de filmes fotovoltaicos orgânicos são interligados à bateria que aciona o motor responsável pela refrigeração da carroceria.

Ao garantir que não haja interrupção no carregamento dessa bateria, mantém-se a temperatura ideal da carga transportada, reduzindo perdas de mercadorias e prejuízos financeiros.

Energia como serviço: repensando a mobilidade

Em 2019, a cadeia logística e de cargas no Brasil registrou lucro de R$ 369,9 bilhões, e deu sinais de que está em processo de reinvenção para acompanhar as novas demandas do mercado. Negar as novas tecnologias pode significar prejuízos em um cenário cada vez mais competitivo.

A geração de energia elétrica a partir da luz solar agrega mais sustentabilidade na cadeia produtiva e reduz as emissões de carbono, gerando impactos operacionais valiosos para as empresas e suas imagens corporativas.

“As oscilações constantes na continuidade da cadeia logística precisam ser encaradas de forma objetiva, e não como situações corriqueiras. Tome como exemplo caminhões parados para reparos ou sucessivas trocas de baterias. Até então tratadas como normais, as frequentes interrupções em veículos para manutenção não programada geram custos financeiros e operacionais que poderiam ser evitados”, explica Felipe Ivo, diretor de Novos Negócios da Sunew.

O diretor ainda vai além, para ele “menos manutenção nos veículos gera disponibilidade maior dos caminhões e reduz custos ao não precisar mais ter tantos veículos para suprir a necessidade de eventuais baixas na frota”, afirma. “Com um investimento bem menor em OPV, resolve-se problemas muito maiores, gerando receita para a empresa”, concluiu Ivo.

Equipar frotas com o OPV assegura processos produtivos mais eficazes e uma expressiva diminuição de gargalos logísticos.

Quer descobrir mais sobre OPV e mobilidade e outros benefícios dos filmes fotovoltaicos orgânicos? Assista ao webinar da Sunew sobre OPV e mobilidade com perguntas e respostas de diferentes especialistas sobre tema.

Postado em OPV