Empresa abre escritório no principal endereço da tecnologia no mundo; Emirados Árabes terá unidade no segundo semestre

 A partir deste ano, a Sunew expandirá seus negócios além das fronteiras brasileiras. Desde janeiro, a empresa de tecnologia já mantém uma operação nos Estados Unidos, no Vale do Silício. O novo escritório da empresa mineira fica em São Francisco, no prédio da Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos).

“Sem dúvida, esse é um grande salto para a Sunew, cuja tecnologia inovadora tem aberto portas e ganhado a confiança de outros países. Embora nossa produção permaneça no Brasil, é imprescindível ter uma unidade de negócio na Califórnia”, avalia o CEO, Tiago Alves.

Segundo o executivo, a presença nos EUA já fazia parte dos planos e foi concretizada antes do previsto . “Agora, podemos apresentar o que há de mais moderno em captação de luz solar para as empresas que também ditam as tendências tecnológicas no mundo”, prevê Alves. A intenção é expandir os negócios para outra região até o segundo semestre, provavelmente Emirados Árabes.

Recentemente, a empresa foi uma das ganhadoras do Prêmio Eco Brasil, promovido pela Câmara Americana de Comércio, e uma das três finalistas do prêmio Start Up Energy Transition, concedido pelo governo alemão.

Parceria

A Sunew será tema de um estudo de estratégia go-to-market para o mercado da Califórina. Em parceria com a Universidade de Cambridge, cinco estudantes de MBA vão desenvolver o mapeamento com objetivo de entender o mercado, identificar os principais clientes potenciais e traçar a estratégica adequada.

O MBA de Cambridge mantém um módulo internacional, no qual as empresas do mundo todo oferecem um desafio e os estudantes interessados se candidatam para participar. No caso da Sunew, 15 pessoas se interessaram em desenvolver o estudo e a empresa, juntamente com o conselho de Cambridge, irá selecionar cinco delas. 

Será um trabalho de consultoria gratuito, de cinco semanas, sendo três de forma remota,  uma semana no Brasil e uma semana na Califórnia.